O groove desvirtuou o ST?

Encontrei esse video no fórum do ST. Uma entre com os dois monstros das dedilhadas nervosas, Jeff Hanneman e Kerry King, do Slayer. A partir de 1min35, os dois rasgam elogios ao Suicidal, especialmente para a fase até o disco “Lights, Camera… Revolution!”.

Porém, no meio da resposta, eles lançam uma polêmica que eu acho bem interessante. Segundo a dupla, o Infectious Grooves, banda paralela de Mike Muir, levou o grupo titular do vocalista para o “mal caminho”. Para Hanneman e King, a partir daí o ST ficou desinteressante. “Don’t change!”, eles mandaram.

Sem querer incluir o Slayer na discussão, o que vocês acham?

Eu concordo. E não estou dizendo que isso foi bom ou ruim. Apenas que, de fato, rolou. E aí, claro, a influência do Robert Trujillo foi fundamental.

14 Comentários

Arquivado em ST for Life

14 Respostas para “O groove desvirtuou o ST?

  1. Marcelo Gomez

    Tbm concordo, mais acredito que eles sacaram (muito tempo depois ) e estão tentando voltar no estilo, uma prova disso é o som novo Come Alive, apesar de eu não ter gostado muito desse som, mais ta cheio de solo, muita quebrada de som, rápido no final e tal

    a proposito: esses dois debuiam hein!

  2. Folloni

    O som do Join the Army é bem diferente do som do primeiro disco, e o som do Lights Camera é bem diferente de todos os anteriores. Suicidal sempre manteve uma linha mas sempre variou bastante também. O maravilhoso Art of Rebellion não tem aquele baixo dedilhado do Lights Camera, é bem diferente, mas é excelente e é Suicidal. Até o Suicidal for Life, embora o baterista, soa como Suicidal. E o Freedumb é excelente.

    Mas o Free your Soul, pra mim, é muito ruim. É um disco lamentável. Eu culpo o Dean Pleasants, que, na minha opinião, embora seja cheio de técnicas, é um chato (ou, talvez, não “embora”, mas “precisamente por isso”).

  3. André Pugliesi

    Talvez no som o IG não tenha tido realmente tanta influência no ST, como diz o Folloni. Mas aí eu entro em um campo ainda mais complicado de se discutir. Será que não tirou o “foco” do grupo principal? Eu acho que sim, que com o IF o Muir se desligou um pouco do ST. Porém, é só uma suposição mesmo.

  4. Folloni

    Percebi que não falei nada sobre groove, que era a proposta inicial.
    Bom, até o Trujillo o baixo era reto, nada de slaps e dedilhados. Mas, mesmo assim, se entendermos “groove” como “aquela levada”, ST sempre teve muito groove, e principalmente pela guitarra do Rocky George. Quando ele saiu, aquela levada chicana-gang-style se perdeu.
    O que veio com o Trujillo foi o baixo quebrado – que não costumo gostar muito, mas no ST casou muito bem.

  5. Marcelo Gomez

    essa sim é uma polemica de 1000 anos pra discutir! aushsauhas

    nem os caras do ST devem sabem dizer sim ou não a isso!

  6. Antonio Novato

    difícil hein…
    eu não acho que tenha desvirtuado, mesmo porque a parada de groove aparece primeiro no Lights, que é o disco que faz o queixo de todo mundo cair.
    Depois eles jogam esse groove mais para o IG, e com o ST a parada de fazer um disco diferente do outro.
    O problema é que depois que a banda retornou com nova formação, após o 4 life, a parada entre o ST e IG ficou mega misturada. Friends & Family só assinam embaixo isso… o que é ST? o que é Cyco Miko? O que é IG?
    Fica tudo meio parecido. Shows do IG com “canjas” de ST…
    vejam bem… eu acho isso muito legal, mas sim, perde o foco…

  7. Damian

    Lo que destaca en el comentario de los miembros de Slayer es que ellos hace su musica para sus fans y no les gusta cambiar, y al contrario, SxTx SIEMPRE ha estado cambiando, en cada uno de sus discos es diferente. Y ademas, Mike Muir ha dicho muchas veces que ellos hacen la musica que a ellos les gusta, ni les importa que quieren los demas.

    Bueno, todo el mundo tiene derecho de opinar. Yo opino que Suicidal Grooves es chingon.

    Espero que me explico, se que Udes hablan portugues y por eso entiendo mas o menos bien lo que dicen!!

  8. Concordo com todos e principalmente com o Antonio Lovato.

    ST e Infectious tinham muitos integrantes em comum e isso não deixa nenhuma das duas bandas crescer originalmente. É um pouco de uma mais um pouco da outra. É uma mistura, um amálgama e não a pedra fundamental. E acho errado eles lançarem discos com músicas de várias bandas. Tipo: s.t. mais infectious mais cyco miko mais no mercy mais creeper mais …

    Na minha opinião até o Suicidal For Life é colossal. Depois já não é tão phoda.

    Infectious é legal pra ouvir uma vez por ano.

    Cyco Miko no primeiro disco é muito, muito bom. Principalmente devido as guitarras lazarentas do Steve Jones.

    Com este post o blog virou um fórum e isso é positivo.

    Pra alimentar pergunto a todos o disco favorito.
    Sei que o do chefe André Pugliesi é o primeiro disco. Eu tenho um carinho especial pelo How Will I Laugh Tomorrow… mas talvez o favorito seja o primeiro mesmo.

    abraço a todos. Dudu

  9. Folloni

    “O problema é que depois que a banda retornou com nova formação, após o 4 life, a parada entre o ST e IG ficou mega misturada. Friends & Family só assinam embaixo isso… o que é ST? o que é Cyco Miko? O que é IG?”

    Concordo plenamente.

    “SxTx SIEMPRE ha estado cambiando, en cada uno de sus discos es diferente”.

    De acuerdo, pero es siempre Suicidal, excepto “Free your soul…”, que más parece otra cosa.

    “Cyco Miko no primeiro disco é muito, muito bom. Principalmente devido as guitarras lazarentas do Steve Jones”

    Corretíssimo Dudu

  10. Marcelo Gomez

    AMO o How will i laugh tomorrow!

    mais curto tbm o Lights ( é de matar!!! )

    aposto que eles se ligaram dessa “perdida de foco” pois já nos shows estão voltando com clássicos que a galera curte tipo Waking the dead, e “A” melhor = Lost Again! – que para mim é o som mais chicano fudido que tem, pena que o Eric fudeu com o som em um show desses novos não lembro qual!

    flows galera!

  11. Percebam em Lost Again no final dela fica bem funkeada

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s