Arquivo do mês: maio 2011

Juventude no estilo

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em ST for Life

Fishbone institucionalizado

Pérola encontrada no fórum do ST. Video recentíssimo do Fishbone no qual o eterno Rocky George cita Institutionalized durante a execução de Alcoholic. A gravação não é das melhores, mas vale curtir o guita black mandando a levada psicótica do “hit” dos Cycos, relembrando os velhos tempos.

George gravou a canção para o álbum Still Cyco after all these years, também conhecido como o disco de estreia do Suicidal aditivado.

Boa oportunidade para lembrar o meu encontro com o mito, no ano passado. De quebra, reforçar que Angelo Moore, o cabeça do Fishbone, é certamente um frontman de primeira linha.

1 comentário

Arquivado em ST for Life

Possessed to Skate II

www.yaiagift.com.ar

                riklee.files.wordpress.com

                chrishold.com

                                   creativesquall.wordpress.com

1 comentário

Arquivado em ST for Life

Possessed to Skate


2 Comentários

Arquivado em ST for Life

Subliminar

Um mistério há muito tempo intrigante parece enfim resolvido. Alguém já tinha sacado que há em Subliminal, faixa quatro clássica do álbum de estreia dos Cycos, vozes quase ocultas murmurrando frases no início e no final?

Pois bem, no fórum da banda o usuário Tappy revelou o que há de subliminar em Subliminal. No início, alguém manda “contributions will be accepted”, e no final, “in the beginning” surge misteriosamente.

Alguma mensagem importante na brincadeira de estúdio?

2 Comentários

Arquivado em ST for Life

Registro dois em um

A foto abaixo é de um dia em que vários registros clássicos do ST foram feitos. Temos alguns espalhados pelo blog. Mas, talvez, nenhum tão marcante como o seguinte. Afinal, além da formação Join the Army, com Herrera e George recém-admitidos, acabou captado para a eternidade parte da fachada do Streets of Venice, a skate shop dos irmãos Muir.

No local, além da venda de discos e da sportswear mais invocada do pedaço, foi gravado o igualmente eterno clipe de How Will I Laugh Tomorrow. Bons tempos!

Ah sim, vocês estão ligados que na trip California 2010 eu estive por lá, não? Saca só.

Deixe um comentário

Arquivado em ST for Life

Bluesy!

Não se trata da discussão sobre o melhor solo de guitarra da história do Suicidal. Mas, sim, daquele que é, na minha opinião, o mais rock and roll de todos os registrados em discos da banda.

A partir dos 3 minutos e 42 segundos dá pra entrar na onda…

A música de uma forma geral é sensacional, um clássico da esculhambação juvenil aditivado por uma boa dose de humor negro. Nada mais adequado para o disco de estreia de uma conjunto batizado Suicidal Tendencies.

Mas voltemos ao solo escrito e executado pelo excelente Grant Estes. Gosto especialmente do trecho que se desenvolve a partir dos 3 minutos e 56 segundos.

Mayorga e Estes nos velhos tempos do ST, início dos anos 80.

Não tenho conhecimento técnico de guitarra. Mas, talvez, nem seja preciso, pois o que impressiona mesmo é o feeling da parada. De qualquer forma, a rapaziada que manja pode (e deve) dar o veredito nos comentários. Pedi um pitaco pro Louichi Mayorga e ele mandou o que segue…

“One of my favorites too, the lead should of went one extra measure, like 5 seconds. But,  yeah! Grant likes it too! Bluesy!”.

Bluesy… taí, talvez seja a melhor definição.

Curiosamente, Estes acabou sucumbindo ao hair metal de Los Angeles após deixar os Cycos, já batendo na porta dos anos 90. E numa banda chamada Hostage, deitou o virtuosismo na guita. A Flying V empunhada por ele na foto acima já sugeria uma caminhada desse tipo.

2 Comentários

Arquivado em ST for Life