Arquivo da tag: bandana

Easter e a bandana Suicidal

O post da vez é importado diretamente do blog do André Folloni, camarada e parceiro aqui do Suicidal Maniac. Batizado California Sons, o espaço recém-criado  trata do “punk rock californiano das décadas de 70 e 80, e o que aquele povo vem fazendo hoje em dia”, na definição do xará.

Leitura de primeiríssima qualidade!

*******************************************

Não tenho nada dessa banda. Easter tocava um punk rock num estilo parecido com Buzzcocks e The Boys. Quem cantava era o Danny Dean, que, na foto abaixo, está em sua Triumph.

Hoje, o Danny Dean tem uma banda de Rockabilly. Ele também toca no Anti, que conta com o Jack Debone, do Channel 3. Quem conta isso é ele mesmo, nos comentários desse video que postou no youtube. No video, o guitarrista base é o Mike Ness, que está com uma bandana que, se vi bem, é a mesma bandana com os “x”, que logo ficaria famosa com o Suicidal Tendencies, principalmente a partir do disco How Will I Laugh Tomorrow… A bandana, que já estava no desenho da capa do Join the Army, aparece em destaque na capa e na contracapa do How Will, na cabeça e na cinta do Mike Muir e do Mike Clark:

No encarte, a bandana aparece também com o baterista R. J. Herrera. Os autógrafos estão no disco da minha coleção pessoal:

Nos demais lançamentos do ST, a bandana esteve sempre presente. Ela também aparece na capa do disco do Chicano Christ, além do último Welcome to Venice, produzido pelo Louichi Mayorga:

Comprei a minha no show do Suicidal em Curitiba, em 1997, eu acho. Na época, era um artigo de luxo e de alta raridade. Atualmente, ela pode ser comprada no ST Tattoo, em Venice, ou pela internet, no site da banda, no link de merchandise, também numa surpreendente versão preta.

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em ST for Life

Nove razões porque o ST comanda!

Esse texto é do site da revista inglesa Metal Hammer, devidamente traduzido e ilustrado para o blog.

Sem o Suicidal Tendencies, não haveria…
Biohazard, Hatebreed, Municipal Waste, Faith No More, Sick Of It All, Pennywise, Living Colour…

O clipe de ‘Institutionalized’
Com a participação da MILF (sigla para ‘Mother I’d Like do Fuck’, ou seja, uma coroa bonitona) mais gostosa de todos os tempos, uma fuga épica, um sósia do Ray Charles, uma versão enfurecida do Barney, o Dinossauro e muito skate. Isso aí!

Eles tornaram o skate cool
Sim, o skate já foi cool e o ST foi um dos responsáveis por isso. Nós ainda estamos aguardando a invenção do Hoverboard (aquele skate flutuante do filme ‘De volta para o futuro’) para a nova ascensão do skate.

I Saw Your Mommy
A definitiva música-para-cantar-junto. Se você não a conhece, arranje uma vergonha na cara.

Mike Muir tem o cacife para usar uma bandana
Apenas poucos caras podem vestir um adereço na cabeça e não parecer que está indo passar o feriado em Bridlington (uma cidade litorânea meio afetada do sul da Inglaterra). E o Mike Muir é um desses poucos caras.

Rob Trujillo
O baixista super herói iniciou sua vida musical no Suicidal Tendencies antes mesmo de se juntar à banda de Ozzy e hoje em dia, ao Metallica.

Invasão ao palco do festival Download
A última vez que a banda tocou no Download (festival de rock que acontece todo ano na Inglaterra, e é tido como o sucessor do lendário Monsters of Rock) foi em 2007, quando rolou uma invasão infernal no palco. Pensando melhor, nós acharíamos melhor chamar segurança extra da próxima vez.

R-E-S-P-E-I-T-O
Quantas bandas você pode citar que podem ser incluídas no mundo do hardcore, punk e do metal? Você tem um minuto para pensar. Não são muitas, não é?

O blusão de Hockey (hockey jersey)
Hoje em dia virou um uniforme nos shows de metal no mundo inteiro, mas quem começou com a história do blusão de hockey foi o Mike Muir. O cara já tem mais de 40 anos e ainda parece mais cool que qualquer um de nós. Droga.

3 Comentários

Arquivado em ST for Life

Flashing Pictures – 10

Essa foto serve como um resumo do que foi e do que é o ST. Começando por cima, o boné com a aba virada exibindo a marca do Suicidal. Por baixo dele, completando o visual, a bandana, clássica. Muir e suas expressões, sempre insanas, o Papa dos Cycos. Não dá pra deixar de falar do (quase) bigode, estilo latino, que por muito tempo foi curtido por ele e pelo Rocky George. E pra fechar, a peita Dogtown, do irmão Jim, expressando a fusão da música com o skate, relação sempre embalada pela banda. Imagino que seja um registro por volta de 87, fase Join the Army.

l_841f905dd9474586a229a23692a39a5d

4 Comentários

Arquivado em Flashing Pictures