Arquivo do mês: junho 2009

Lights… Camera… ST! – 1

Os videos do Suicidal não poderiam ficar de fora deste espaço, lógico. E para inaugurar outra nova seção (já são quatro, que beleza!), nada melhor do que a mais curiosa aparição da banda after all these years. O que dizer dos Cycos tocando “ao vivo” em um episódio do seriado oitentista Miami Vice?

Ao analisar o agito, só posso concluir que os marrentos policiais Sonny e Tubbs estavam metidos numa bronca nervosa. Turminha estilo high society – trajada nuns panos anos 80 horríveis – sacudindo ao som de “Institutionalized” num cenário new wave.

Totalmente sem sentido, não? Só pra quem tá por fora. Quem manja a série (bombada no Brasil pelo SBT) sabe que as drogas eram tema comum. Aí, porra, é só ligar os pontos e sacar o óbvio. O ST foi  escalado pra uma daquelas famosas “festinhas de embalo”, onde rolava muito brilho (reparem no cara que surge quando marca 1:19, totalmente excedido na farinha) e perna de grilo.

E pra quem tá ben johnson da ideia, qualquer música serve. Por isso a animação da galera, incluindo um tiozinho numa cadeira de rodas, enquanto o Suicidal dublava seu maior clássico.

A rápida aparaição do ST

A rápida aparição do ST

Nas pesquisas que fiz, não consegui ter certeza de que ano é esse episódio, chamado “Free Verse”, de número 42, da segunda temporada. Alguns sites dizem ser de 1985, outros de 1986. Deve ser mesmo por aí. Pois, e aí chegamos ao que interessa, o ST tem Mike Muir no vocal, Rocky George na guitarra, Louiche Mayorga no baixo e R.J. Herrera na batera.

Basicamente, o que salvamos sobre a banda nessa performance inusitada. Formação que durou de 1985 até 1987, quando Mike Clark entrou. Mais, somente o “profissionalismo” do conjunto, como bem comentou um chapa no youtube. Assim que ouviu o tiro (disparado pelo tio da cadeira), eles pararam imediatamente a música,  retomando com mais uma notinha só pra encerrar.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Lights, Camera, ST!

Flashing Pictures – 1

Além de apresentar a rapaziada que já passou pelo ST (em “All the Cycos”), o blog terá outra seção fixa. Será a “Flashing Pictures”, na qual publicarei várias fotos lendárias, bizarras, engraçadas, históricas, fruto de muita busca por Flickr, Google, Myspace, fóruns etc.

Pra começar, três fotos que devem ser de 1983/84, clicadas num show em um buraco qualquer dos EUA…

showb

Mike Muir em seu melhor estilo. Calça detonada (repare na tag ST rabiscada na perna direita), que poderá ser vista em outros registros. Camisa clássica, com a figura “Possessed” – como no caso da calça, em outras fotos ele traja uma dessas na cor amarela, deve ser a mesma. E bonezinho de aba pequena, manjado no início dos anos 80.

Na mão, o que parece ser uma lata de Pepsi. Será que rolava “Institutionalizaed” no momento? (“All I wanted was a Pepsi, just one Pepsi…”). Provavelmente.

Atrás, esmerilhando na guita, John Nelson. Só ele “recebia” um Jimi Hendrix de vez em quando, partindo para os solos usando os dentes. Visual clássico também, vestindo as famosas “flannel shirts”.

showb (3)

Nessa segunda foto, um pouco mais do cenário. Muir “possessed”, calçando um tênis/sapato kung-fu style (pisante vagabundo que vai aparecer no pé de vários cycos). Ao fundo, dá pra reparar na bateria, com adesivos toscos do ST e um da banda Neighborhood Watch, grupo em que John Nelson tocou. Há outros registros em que essa batera com um tipo diferente de ton (não sei como chama) aparece. Se eu não me engano, ela é de propriedade do Amery “AWOL” Smith.

showb (2)

Pra fechar, a terceira da séria dá bem uma idéia de como foram os primeiros anos do Suicidal (e de muitas outras bandas do underground americano).  Show praticamente no nível do público. Um palco mínimo, espaço pequeno demais pra conter a energia costumeira Mr. Muir. E como não poderia ser diferente, na platéia, a rapaziada na mesma onda: envergando camisas de flanela e bandanas.

4 Comentários

Arquivado em Flashing Pictures

All the Cycos – Jon Nelson

Jon Nelson empunhou a guita do ST a partir de 1983. Chegou para substituir o Grant Estes, vindo de outra banda de Venice, Neighborhood Watch, da qual ele era uma espécie de manager. Isso porque Estes não estava na pilha de excursionar e largou o grupo logo após gravar o primeiro disco.

John Nelson

Jon Nelson

Bronca que o Nelson assumiu e levou até 1985, quando saiu para a entrada do lendário Rocky George. Tempo de ralação intensa. Ao lado de Mike  Muir, do baixista Louiche Mayorga e do baterista Amery Smith, ele encarou os primeiros shows do Suicidal fora de Los Angeles. Os quatro foram além, armando a primeira tour pelos Estados Unidos.

Mas não ficaram apenas nos palcos as curiosidades em relação ao nosso integrante da vez. Talvez a maior delas, o fato de, ao sair do grupo, ele ter trocado o crédito pela autoria de “War Inside My Head” (composta em parceria com Muir e Mayorga) por uma guitarra Fliyng V, além de 40 dólares.

Ok,  a Flying V é uma guitarra muito estilosa, mas será que valeu a pena desaparecer dos créditos de um do maiores clássicos do ST? Sem contar a grana (pequena, eu sei) que rola pelos direitos autorais. Enfim, embora Nelson tenha perdido o registro oficial, fica o orgulho e a história.

Outra passagem marcante, é o destaque em uma foto clássica, um dos melhores cliques dos Cycos. Obra do Glen Friedman, registrada ao lado da casa do Amery Smith, por volta de 83, em Playa del Rey. Saquem só.

Nelson (em primeiro plano), Muir, Mayorga e Smith

Nelson (em primeiro plano), Muir, Mayorga e Smith

Por fim, Jon Nelson ficou marcado pelo estilo musical muito influenciado pelo blues, e por atacar de Jimi Hendrix em alguns momentos, tocando sua guitarra com os dentes!

Procurei registros recentes dele pela internet, fotos, o que anda fazendo, não achei nada. Se alguém souber alguma coisa, ou tiver mais detalhes sobre a passagem desse guitarrista pelo Suicidal, avisa aí.

Deixe um comentário

Arquivado em All the Cycos

Demo 1982

Já tinha recebido esse arquivo há algum tempo, do camarada Dude Munhoz, supostamente uma demo de 1982, pré-lançamento do álbum de estreia. Ouvi, curti, mas sabe como é internet, fiquei na dúvida se a parada era real mesmo.

Recorri então ao Glen Friedman, produtor do primeiro disco do ST. Sem demora, ele confirmou. Saquem só…

“Anyway, YES indeed these first nine songs are the 1st demos Mike shared with me while we were both enrolled at Santa Monica Community College. Classic Stuff indeed, I was hoping it was going to be the SPOT demos we did when i first came on to help them out (which I can’t find anywhere in my archive), but these were prior. As for the last five songs, some of the titles are obviously used later on and they even seemed a bit mixed up on the listings here, but some songs I’ve never even heard. Good find for a die hard ST fan. Now you gotta go find that SPOY demo where Mike is still saying Coke instead of Pepsi”.

Formação
Mike Muir – vocal
Mike Ball – guitarra
Mike Dunnigan – baixo
Carlos “Egie” Egert – bateria

Quem quiser baixar, chega aqui

3 Comentários

Arquivado em Soundz

All the Cycos

Em mais de 25 anos de banda, muita gente já passou pelo ST. Da primeira formação, sobrou só mesmo o Muir – embora já dê para considerar há algum tempo o Mike Clark como “membro clássico”. Fiz as contas e considerando a demo anterior ao lançamento do disco de 1983, até os dias atuais, 27 pessoas participaram da banda.

Vocal – Mike Muir

Guitarra – Mike Dunnigan, Mike Ball, Rick Battson, Grant Estes, John Nelson, Rocky George, Mike Clark , Dave Nassie e Dean Pleasants.

Baixo – Andrew Evans, Louiche Mayorga, Ric Clayton, Bob Heathcote, Robert Trujillo, Josh Paul e Steve Brunner.

Bateria – Sean Dunnigan, Carlos Egie Egert, Amery Smith, R.J. Herrera, Josh Freese, Jimmy De Grasso, Brooks Wackerman, Ron Brunner, Jr, Dave Hidalgo Jr e Eric Moore.

Com o tempo, vou apresentar, um a um, toda a rapaziada que já passou ou ainda está no ST!

Deixe um comentário

Arquivado em All the Cycos