Arquivo do mês: novembro 2009

100 posts!

* with english version below.

Comecei o blog há pouco mais de cinco meses. Sem nenhuma pretensão, exceto pela disposição de não deixar o extenso material (fotos, principalmente) que coletei sobre o Suicidal praticamente morto em uma pasta do computador.

De lá para cá, já foram 100 posts publicados! O centésimo foi o logo abaixo, uma entrevista com o fotógrafo, skatista e camarada do ST Pep Williams.

Alguns posts me trouxeram imensa satisfação. Especialmente, as entrevistas com os ex-integrantes Louichi Mayorga, Amery Smith, Rick Battson e Jon Nelson — sem contar a do Mike Clark, membro ainda na ativa.

Da mesma maneira, foi muito legal conectar a galera que é fã do grupo. Juntar Cycos da Suécia, Portugal, França, Rússia, além dos brasileiros e americanos.

É isso aí… espero que esse seja apenas o primeiro marco e que muita coisa boa esteja por vir!

********************************

It’s beem 5 months since I’ve stated this blog. Back then, I didn’t have any objectives, I only desired to share all the Suicidal stuff I’ve been collecting in these years hidden in some computer folder.

Since then, it’s been 100 posts published! The post #100 is the one with the interview I made with Pep Williams, photographer, skater and ST bro.

Some posts has made me really happy and satisfied for doing this, specially the interviews with the former members of ST Louichi Mayorga, Amery Smith, Rick Battson e Jon Nelson –without mentioning the interview with Mike Clark, who’s still a ST member.

In the same way, it was really nice to conect with so many ST fans, gathering Cycos from Sweden, Portugal, France, Russia, beside brazilians and americans.

There you go… I hope this mark is only the first of so many stuff coming around!

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em ST for Life

Camaradagem das ruas para as fotos

Depois do post com Ed Arnaud, chegou a vez de mais um fotógrafo relacionado ao Suicidal aparecer por aqui. Este bem mais próximo da banda do que o nosso camarada de Tucson, no Arizona.

Pep Williams nasceu em Los Angeles e passou a circular por Venice pela metade dos anos 80, andando de skate. Acabou seguindo a carreira profissional no esporte, virou fotógrafo mais tarde e tornou-se chapa dos Cycos.

Recentemente, saiu em turnê com o grupo, oportunidade para celebrar a amizade e exercer a paixão pela fotografia. Como de costume, entrevistinha com respostas traduzidas livremente.

Onde você nasceu e quantos anos tem?
Nasci em L.A. e comecei a andar por Venice em 1984. Tenho 38 anos.

I was born in L.A. and staretd hanging around Venice in 1984.Im 38 years old.

Qual o significado do ST para Venice?
Suicidal significa muito para Venice. Para mim, Suicidal é a maior parte da cena punk/skate em Venice. Sem o ST, eu penso que a cena não seria a mesma. Ainda seria legal, mas bem diferente.

Suicidal means allot to Venice. To me Suicidal is a major part to the punk/skate scene in Venice. With out ST I  dont think the scene would be the same. It would still be cool but allot different

Quando e como começou a sua relação com a banda?
Voltando a 1984, eu comecei a andar por Venice e em 1985 ou 86 em duas skate shops chamadas Streets of Venice e Circle Skate and Surf, e eu acabei sabendo que o pai de Mike e seu irmão vendiam pranchas DogTown para as lojas. Depois eu fui saber de Mike.

Back in 1984 I started hanging in Venice and about 1985/1986 at 2 skate shops called Streets of Venice and Circle Skate and Surf and I got to know Mikes father and his brother cause they sold DogTown boards to the shops.Later I got to know Mike.

Pep Williams e Mike Muir: parceria das antigas.

O Suicidal sempre foi associado às gangues. O que você acha disso?
Bem, indo a Venice naquela época existiam gangues por todos os lados e muitas pessoas eram associadas à elas e o ST tinha essa imagem então outros seguiram.

Well coming up in Venice back then there were gangs all over and allot of the people back then were associated with gangs and  ST had that Image so others followed.

Há ainda em Venice muitos seguidores dos Cycos?
Existem Suicidals em Venice e literalmente por todo o mundo. Eu nunca me dei conta o quanto até eu fazer uma turnê com a banda. Você tem muito Suicidals em todos os estados e eles são assim por mais de 15-20 anos.

There are Suicidals in Venice and literally all over the world. I never realized how many until I toured with the band. You have Suicidals pretty much in every state and they have been Suicidals for over 15-20 years.

A nova formação dos Cycos registrada pelas lentes de Williams: Moore, Muir, Brunner, Pleasants e Clark.

Como fotógrafo, o que sentiu registrando a banda?
Quando Mike me perguntou sobre sair em turnê eu estava muito animado e sabia que conseguiria fotos matadoras. Fotografar a banda é insano!! Nos shows a plateia vai à loucura e a energia é louca. Eu fotografei tudo do palco, da plateia, do agito. Eu perdi meu sapato apenas tentando a foto perfeita do agito. Mas valeu totalmente a pena.

When Mike asked me to go on tour with them I was stoked and I knew I would get killer photos. Shooting the band is INSANE!! At the shows the crowds go crazy and the energy is crazy. I shoot all over from the stage to the crowd to the pit. I’ve lost my shoe just trying to get the perfect shot from the pit. But it’s totally worth it.

Mike Clark e os fãs do ST: comunhão total.

Mike Muir é um frontman muito energético. Facilita para tirar boas fotos?
Mike é matador no palco. Muita energia. É muito fácil conseguir boas fotos quando Mike está fazendo o que sabe.

Mike is killer on stage. Lots of energy.Very easy to get good shots of Mike doing his thing.

Muir comandando a loucura nos shows

Você também é skatista, um esporte muito identificado com o Suicidal. Como você enxerga essa relação?
Eu andei de skate desde 1985 e quando comecei a sair por Venice isso era algo entre amigos, então foi muito legal fotografar o ST porque nós falávamos sobre música e skate quando estávamos pela rua.  Nós somos todos da mesma origem.

I’ve been skating since 1985 and when I started hanging in Venice it was just like we were all brothers so its just cool shooting for ST cause we talk about Music and Skating when ever we are all on the road. We are all pretty much from the same backgrounds.

Mike Clark e Dean Pleasants exibindo os shapes modelo Pep Williams

5 Comentários

Arquivado em ST for Life

Flashing Pictures – 16

São raríssimas as fotos do ST com o Bob Heathcote, baixista que tocou no How Will I Laugh Tomorrow. Basicamente, temos os registros para o encarte do álbum.  Por isso a importância da peça abaixo:

Na ponta esquerda da mesa, sabe-se lá em que lugar do mundo, e para o que parece ser um belo jantar italiano, está ali o Heathcote com seu marcante bigode loiro.

No post que fiz sobre ele, falei da dúvida sobre o seu atual paradeiro.  Vi na internet que Bob teria sido assassinado. Porém, felizmente, parece que não procede. Quando entrevistei Amery Smith, o ex-batera do ST disse que viu o também ex-integrante da banda circulando por Los Angeles recentemente. Ótimo!

Voltando, destaque também para Mike Clark, na ponta direita, moleque ainda, recém-integrado aos Cycos. Do lado de Clark, o saudoso Ralph Herrera.

5 Comentários

Arquivado em Flashing Pictures

ST Posters – 2

Da mesma sessão de fotos…

Deixe um comentário

Arquivado em Posters

À espera de Rocky

Muita gente tem me perguntado: e aí, quando é que vai rolar aquela entrevista prometida com o Rocky George? Pois bem, primeiramente posso garantir que ninguém está mais ansioso do que eu pela aparição do nomezinho do lendário guitarrista do Suicidal em minha caixa postal.

Onde está você, Rocky?

Depois, e o que realmente interessa, infelizmente, tenho de dizer que não sei. Para vocês terem uma ideia, a primeira resposta do Rocky para um email meu demorou mais de dois meses. Mas veio, ótimo!

Quanto a próxima, eu só quero que um dia ela chegue, seja daqui a uma semana, um mês, ano que vem, ou 10 anos (também não precisa demorar tanto).

Assim, nos resta aguardar, torcer e perguntar…

ROCKY, WHERE ARE YOU?

2 Comentários

Arquivado em ST for Life

Back to the old days!

Vi no fórum do ST esse video que é de fazer qualquer fã tremer na base. Em um evento organizado em benefício do baixista do Deftones, Chi Cheng (com dificuldades para pagar as despesas médicas após sofrer um grave acidente), nada menos que Mike Muir, Mike Clark, Rocky George e Robert Trujillo, juntos no palco, executando War Inside My Head!

Ou seja, faltou só o Ralph Herrera para completar a mais clássica formação do Suicidal. Emocionante ver o quarteto em ação novamente e reparar que, aparentemente, não há treta nenhuma entre eles. Assim, embora os atuais integrantes da banda estejam dando conta do recado, não custa sonhar com uma reunião desse time para um show absolutamente histórico.

A apresentação é recentíssima, rolou na última sexta-feira, e contou ainda com a participação de integrantes do System of a Down e Slayer (o mítico Dave Lombardo que, ao que parece, segurou as baquetas em War Inside My Head).

3 Comentários

Arquivado em ST for Life

Trasher, 1987 – Mike Muir

Um clássico. Não há muito mais o que dizer desta entrevista de Mike Muir para a revista especializada em skate Trasher, em maio de 1987. Ótimo e extenso retrato de um período um tanto confuso do ST. Já que ao mesmo tempo em que a banda era reconhecida como grande nos Estados Unidos, quatro anos já haviam se passado e nada do segundo álbum sair do forno.

Os arquivos de imagem são grandes, então dá para salvar e ler numa boa — clicando na foto você verá ela em tamanho real. Só tem que desempenhar um inglês, pois não encontrei o texto por aí. Mas vale muito a pena. De quebra, algumas fotos sensacionais também.

4 Comentários

Arquivado em ST for Life